sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

4º CANTO DA TERRA DOS JERIVÁS - INSCRIÇÕES ABERTAS


O 4º Canto da Terra dos Jerivás acontecerá nos dias 16 e 17 de março, na cidade de Giruá. O prazo para inscrições se esgota no dia 28 de fevereiro de 2018.
Confiram o regulamento do festival:
DA PROMOÇÃO
Art. 1º - O Canto da Terra dos Jerivás é uma promoção da Prefeitura Municipal de Giruá/RS, com apoio das Entidades Tradicionalistas do Município.
DOS OBJETIVOS
Art. 2º - São objetivos do 4º Canto da Terra dos Jerivás:
a)   Valorizar a música rio-grandense em todas as suas linhas, ritmos, estilos, origens e influências;
b)   Reafirmar através da música a importância da preservação das nossas mais caras tradições e salvaguardar nossa identidade cultural;
c)    Favorecer a revelação de novos talentos e facilitar a difusão de suas realizações artísticas;
d)   Premiar e difundir os compositores participantes através da gravação de um CD – Compact
Disc, divulgando as composições e o evento em todo o Estado;
e)   Integrar o povo giruaense com a cultura musical rio-grandense;
f)     Promover o turismo de eventos e projetar Giruá em nível estadual, nacional e do
MERCOSUL.
DA ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL
Art. 3º - Será formada uma Comissão Organizadora para realizar o evento. Art. 4º- Compete à Comissão Organizadora do 4º Canto da Terra dos Jerivás:
a)  Contratar pessoal técnico para atender às finalidades específica para o desenvolvimento do evento.
b)  Receber as inscrições para o festival. 
d) Contratar artistas de renome e popularidade para os espetáculos de encerramento, bem como a contratação de artistas locais para os shows abertura de cada noite do festival.
f) Fiscalizar o relatório final do evento e o balanço das respectivas despesas e receitas.
DA COMISSÃO AVALIADORA
Art. 5º - A comissão Avaliadora será constituída por 05 (cinco) integrantes, pessoas de comprovada capacidade técnica e de grande expressão no cenário da música e da cultura gaúcha, cujos nomes serão disponibilizados oportunamente, podendo haver eventuais substituições desses integrantes, a critério da Comissão Organizadora do festival, a qualquer tempo. 
DAS INSCRIÇÕES
Art. 6º - Serão permitidas inscrições de qualquer compositor, desde que observadas as determinações do presente regulamento.
Art. 7º - O prazo das inscrições ao 4º Canto da Terra dos Jerivás será do dia 15 a 28 de fevereiro de 2018, exclusivamente por meio eletrônico: cantodaterradosjerivas@gmail.com.
Art. 8º - As inscrições serão recebidas em 02(duas) Etapas distintas, Geral e Local.
§1º - Etapa Geral: para compositores e intérpretes de todo o Brasil e MERCOSUL,
§ 2º - Etapa Local: para autores e intérpretes nascidos e/ou radicados na cidade de Giruá/RS, e poderão ser enviadas em 02(duas) Categorias:  
a)   Categoria com idade até 15 anos;
b)   Categoria livre, sem limitação de idade.
Parágrafo Único - Em caso de parceria, tanto os autores de letra, quanto os de melodia tem que ser nascidos e/ou radicados em Giruá/RS.
Art. 9º - Não será cobrada nenhuma taxa de inscrição. 
Art. 10 - Cada participante poderá inscrever até o máximo de 02 (duas) composições, sendo que poderá classificar no máximo 01 (uma) composição por autor, individualmente ou em parceria. Parágrafo Único – A ordem de envio para inscrição será o critério adotado pela Comissão Organizadora para limitar em 02(duas) inscrições por participante, as demais serão excluídas automaticamente, se for o caso.
Art. 11 - As composições deverão ter caráter inédito, entendendo-se como tal os trabalhos que não tenham sido gravados e reproduzidos em caráter comercial. 
Parágrafo Único - As composições inscritas poderão ter participado de outros eventos deste gênero, desde que não tenham sido classificadas entre as finalistas. 
Art. 12 - Somente serão aceitas as inscrições cujos dados tenham sido preenchido na Ficha de Inscrição disponibilizada junto ao regulamento no site: www.girua.rs.gov.br, junto ao link do regulamento, ou ainda pelo facebook: Canto da Terra dos Jerivás ou a pedido dos autores, por email, no mesmo endereço eletrônico das inscrições. 
Art. 13 - Após a inscrição de sua obra, o autor fica condicionado a não divulgação pública da mesma até a data do evento, sob pena de desclassificação. 
Art. 14 - O tempo de execução da composição não deverá exceder a 04 (quatro) minutos. 
Art. 15 - Serão permitidos, além de instrumentos musicais típicos do Rio Grande do Sul, todo e qualquer instrumento que o arranjador julgar necessário para melhor qualificação, desempenho e enriquecimento da obra classificada, sendo que o(s) autor(es) se responsabiliza(m) por sua introdução no palco. 
Parágrafo Único - A Produção não colocará qualquer instrumento musical no palco, exceto uma bateria, sonorização e iluminação profissional com equipe técnica. 
Art. 16 - As inscrições deverão ser enviadas para o e-mail cantodaterradosjerivas@gmail.com, conforme o disposto no Art. 5º deste regulamento, obedecendo aos seguintes critérios:  a) O áudio da música inscrita deverá ser enviado em MP3, exclusivamente; 
b)  A letra da composição deverá ser enviada em arquivo Word, digitada em fonte Arial 14; 
c)  A Ficha de Inscrição deverá ser preenchida e salva em arquivo Word ou PDF e enviada com os demais arquivos integrantes da inscrição (áudio e letra), não há necessidade de a Ficha de Inscrição ser enviada assinada e com firma reconhecida, isso somente será exigido das músicas que forem selecionadas na triagem, posteriormente. 
d)  Todos os arquivos exigidos para inscrição (áudio, letra e ficha de inscrição) deverão ser nomeados com o mesmo título, referentemente à mesma composição. 
§1º - Não serão admitidas inscrições emitidas por outros meios que não o descrito neste regulamento. 
§2º - Cada composição deverá ser inscrita em e-mail separado, contendo em cada uma, os itens das alíneas “a”, “b”, “c” e “d” do artigo 13(treze) deste Regulamento. 
§3º - As inscrições que não obedecerem aos critérios aqui relacionados serão automaticamente ignoradas. 
§4º - Não serão contabilizadas as inscrições enviadas a outros endereços eletrônicos. 
DA TRIAGEM
Art. 17: Encerrado o período para inscrições, a Comissão Avaliadora do 4º Canto da Terra dos Jerivás, classificará, nos trabalhos de triagem, 10(dez) composições para concorrerem na Etapa Geral e 10(dez) composições para concorrerem na Etapa Local, em local e data a serem marcados e divulgados a critério da Comissão Organizadora.
§1º - Todas as 10(dez) composições da Etapa Geral comporão o CD do 4º Canto da Terra dos Jerivás.
§2º - Das 10(dez) composições da Etapa Local somente 02(duas) comporão o CD do 4º Canto da Terra dos Jerivás, correspondendo às vencedoras em cada Categoria dessa Etapa.
§3º - Das 10(dez) composições que serão selecionadas para participarem da Etapa Local, 06(seis) corresponderão à Categoria Livre e 04(quatro) à Categoria até 15 anos de idade.
DAS APRESENTAÇÕES
Art. 18 - A relação das composições classificadas, data, hora e ordem de apresentação no 4º Canto da Terra dos Jerivás, serão comunicados de forma individual aos seus autores, bem como pelos meios de comunicação e obedecerá a seguinte dinâmica:
a)   Sexta, 16/03 – apresentação das 10(dez) concorrentes na Etapa Local;
b)   Sábado, 17/03 – apresentação das 10(dez) concorrentes na Etapa Geral.
Art. 19 - As músicas concorrentes, somente poderão ser apresentadas por artistas trajando indumentária típica do Rio Grande do Sul.
Parágrafo Único - Ficam proibidas as vestimentas e/ou adereços contendo caracteres publicitários, discriminatórios e/ou de conoctação política.
Art. 20 - Os conjuntos deverão ter no mínimo 03(três) e no máximo 10(dez) artístas intérpretes e não poderão defender mais do que 02 (duas) composições concorrentes. 
§1º - O intéprete (vocalista) poderá defender no máximo 01 (uma) música concorrente, nesta condição.
§2º - Aquele que atuar com intérprete em uma composição, poderá atuar em no máximo mais 01 (uma) música concorrente, exclusivamente como instrumentista.
§3º - A apresentação que contrariar ao disposto neste artigo será automaticamente desclassificada. Art. 21 - Cada obra classificada deverá obedecer aos horários previamente estabelecidos para passagem de som e apresentação no palco, sob pena do não recebimento integral do prêmio pela classificação.
Art. 22 – O responsável pela composição classificada deverá enviar, com antecedência mínima de 06(seis) dias, relação dos integrantes que irão ao palco defender a composição (intérprete e demais músicos) para o endereço eletrônico para o qual foi enviada a inscrição: cantodaterradosjerivas@gmail.com.
Art. 23 - Os artistas intérpretes e os autores classificados reservam os direitos audiovisuais de sua obra ao Canto da Terra dos Jerivás (Prefeitura Municipal de Giruá), seja para divulgação, bem como para gravação e comercialização.
§ 1º - Os autores de melodia e letra, das composições classificadas, deverão fornecer autorização para comercialização e gravação de suas obras, devidamente registrada em cartório.
§ 2º - A autorização de que fala o parágrafo anterior, deve ser a constante na Ficha de Inscrição, que, deverá ser apresentada devidamente preenchida, assinada e registrada em cartório, sob pena de não liberação da ajudo de custo.  
DA AJUDA DE CUSTO 
Art. 24 - Após apresentação da composição, no palco, cada autor classificado da Etapa Geral, sozinho ou em parceria, receberá a título de ajuda de custo a importância de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais). 
§1º - O festival não fornecerá alimentação nem hospedagem a autores, músicos e intérpretes participantes, tampouco para familiares e convidados.
§2º - A ajuda de custo de que fala este artigo somente será paga ao responsável indicado na Ficha de Inscrição, onde todos os dados deverão estar preenchidos. O não cumprimento no disposto neste parágrafo acarretará o não pagamento da referida ajuda de custo.
DA PREMIAÇÃO
Art. 25 - Os destaques do 4º Canto da Terra dos Jerivás receberão as seguintes premiações:
PRIMEIRO LUGAR ETAPA GERAL: R$ 3.000,00(três mil reais) e troféu;
SEGUNDO LUGAR ETAPA GERAL: R$ 2.000,00 (dois mil reais) e troféu;
TERCEIRO LUGAR ETAPA GERAL: R$ 1.000,00 (mil reais) e troféu;
PRIMEIRO LUGAR ETAPA LOCAL ATÉ 15 ANOS: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
PRIMEIRO LUGAR ETAPA LOCAL LIVRE: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Melhor Instrumentista: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Melhor Intérprete: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Melhor Letra: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Melhor Tema “Jerivá”: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Música Mais Popular: R$ 500,00 (quinhentos reais) e troféu;
Parágrafo Único: As 02(duas) composições premiadas na Etapa Local concorrerão, simultaneamente, aos prêmios da Etapa Geral e Local, podendo ser premiadas em ambas as etapas, se for o caso.
DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 26 -  Os concorrentes inscritos autorizam, automaticamente, a gravação de seu trabalho, ressalvados apenas os direitos autorais previstos na legislação específica.
Parágrafo Único: As música classificadas na triagem pela Etapa Geral (10), bem como as premiadas na Etapa Local (02) estarão incluídas no CD 4º Canto da Terra dos Jerivás, gravado ao vivo durante o evento.
Art. 27 - As Comissões, Organizadora e Avaliadora serão inteiramente responsáveis e soberanas em suas decisões sendo estas irrecorríveis.
Art. 28 - Quaisquer omissões ou dúvidas quanto à interpretação deste regulamento serão examinadas e resolvidas soberanamente pela Comissão Organizadora.  

4º CANTO DA TERRA DOS JERIVÁS
FICHA DE INSCRIÇÃO
Número:
Etapa:

Ritmo:
Título da composição:

Autor da Letra:

CPF:

RG:
Endereço:

Cidade:

Estado:
E-mail:

Fone:
Autor da Melodia:

CPF:

RG:
Endereço:

Cidade:

Estado:
E-mail:


Em caso de classificação, o responsável pelo recebimento da Ajuda de Custo será:

Nome:____________________________________ _____CPF:_____________________________

Rua:_________________________________Nº__ ____Bairro:___________CEP:______________


Cidade:                                                          Estado:                                                   
Autorização: Autorizamos a Comissão Organizadora do 4º CANTO DA TERRA DOS JERIVÁS a promover a gravação em  CD com o conteúdo exclusivo do festival, reservando-se contudo os direitos autorais, conforme prevê a lei.

                                                                               ,                 de                                       de  2018.

  
Autor da Letra:


Autor da Melodia:
                    

11º CANTO MISSIONEIRO - LANÇAMENTO OFICIAL

No início da noite desta sexta-feira,16/02, acontecerá o lançamento oficial do 11º Canto Missioneiro da Música Nativa e 10º Canto Piá Missioneiro, festivais que acontecerão no mês de março, em Santo Ângelo.
Na mesma oportunidade, será apresentado o DVD do 10º Canto Missioneiro da Música Nativa, realizado em 2017.
O evento será realizado no Museu Municipal, junto ao Centro de Cultura, na rua Antunes Ribas, s/nº.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

33º REPONTE DA CANÇÃO - REGULAMENTO


33º REPONTE DA CANÇÃO
13, 14 E 15 DE ABRIL
SÃO LOURENÇO DO SUL/RS


REGULAMENTO

REALIZAÇÃO - OBJETIVOS – PARTICIPAÇÃO

Art. 1º - O 33º REPONTE é uma realização da PREFEITURA MUNICIPALDE SÃO LOURENÇO DO SUL, através da Secretaria Municipal de Educação Cultura e Desporto, Coordenadoria de Cultura e Secretaria de Turismo Indústria e Comércio, sob a coordenação da COMISSÃO ORGANIZADORA, referendada pelo Prefeito Municipal.

Art. 2º - O 33º REPONTE realizar-se-á nos dias 13, 14 e 15 de abril de 2018, no GALPÃO CRIOULO do Camping Municipal de São Lourenço do Sul.

Art. 3º - O 33º REPONTE terá apenas a linha Regional, onde as composições devem versar sobre os usos e costumes das lides do campo e galpão, representando as raízes da cultura regional gaúcha, tanto na letra, como no ritmo e instrumentos utilizados.

Art. 4º - As inscrições estarão abertas a partir do dia 05 de fevereiro de 2018, através do site a ser informado oportunamente e serão encerradas no dia 09 de março de 2018.

Parágrafo Único – A triagem será realizada nos dias 16 e 17 de março de 2018.

Art. 5º - Não serão aceitas composições com mais de 05 (cinco) minutos de duração.

Art. 6º - As composições deverão ser inéditas até a apresentação pública no 33º REPONTE, sendo eliminadas em caso contrário.
Parágrafo 1° - Define-se como inédita a composição não divulgada em meios de comunicação de massa ou registrada em disco, cassete, CD, DVD ou similar, assim como redes sociais, podendo ter participado em eventos do gênero.
Parágrafo 2° - A eventual constatação de irregularidade acerca de alguma obra classificada para o certame poderá ser denunciada a Comissão Organizadora, por escrito, até 07 (sete) dias após a divulgação do resultado da triagem.

MÚSICAS CONCORRENTES

Art. 7º - Em caso de inscrição através do site, o concorrente deverá preencher uma ficha de inscrição para cada música, acompanhada da letra e da música.

Art. 8º - As inscrições serão aceitas também diretamente no protocolo da Prefeitura Municipal.
Parágrafo Único - A Comissão Organizadora não se responsabiliza por CDs com erros que impossibilitem a leitura total ou parcial.

Art. 9º - O concorrente que optar por enviar sua inscrição por protocolo deverá enviar uma ficha de inscrição para cada composição, devidamente preenchida e assinada, pelo(s) autor(es) de letra e melodia acompanhada da gravação da música em CD e cinco cópias da letra, sem identificação do(s) autor(es), em envelope lacrado, contendo por fora somente à expressão “REPONTE”, e o título da composição.
Parágrafo 1º - Somente serão aceitas inscrições que utilizarem a ficha de inscrição oficial do evento.
Parágrafo 2º - A(s) obra(s) de autoria de falecido(s) deve(m) estar acompanhada(s) de autorização expressa assinada com firma reconhecida por autenticidade, por um representante legalmente constituído.
Parágrafo 3° - Será vedada a participação de autores de melodia, letra, intérpretes e músicos que possuam parentesco até terceiro grau com integrantes do corpo de jurados.
Parágrafo 4° - Somente será permitida a participação de menores de idade (18anos) no festival (autores de letra e melodia, intérprete e músico), mediante a autorização expressa do respectivo representante legal, a qual deverá ser encaminhada a Comissão Organizadora.

Art. 10º - Serão admitidos no mínimo 04 (quatro) e no máximo 08 (oito) integrantes por grupo, sendo de total responsabilidade do concorrente a seleção dos instrumentistas e instrumentos.
Parágrafo único - Será permitida a participação de grupos com número inferior ao mínimo estabelecido neste artigo. No entanto, a premiação será proporcional à representação, cabendo o equivalente a 25% a cada participante.

Art. 11º - As músicas selecionadas serão comunicadas através do site a ser informado oportunamente e envio de correspondência eletrônica, em tempo hábil, disponibilizando o modelo de autorização para os autores (letra e música), intérprete(s) e músicos que defenderão a composição durante o evento, versando sobre a liberação do uso de imagens captadas para DVD, bem como sobre a inclusão da composição no CD do Festival e outras formas de divulgação pertinentes.
Parágrafo 1º - As autorizações dos autores de letra e música e dos intérpretes selecionados na triagem deverão ter as firmas reconhecidas por autenticidade, e enviadas a Comissão Organizadora do 33º REPONTE, até o dia 30 de março de 2018, sob pena de desclassificação sumária. As autorizações dos músicos, que serão acolhidas durante a passagem de som, estarão
dispensadas do reconhecimento de firmas.
Parágrafo 2º - Ao apresentarem-se, os concorrentes devem portar documento de habilitação emitido pela OMB (Ordem dos Músicos do Brasil), RG e CPF, inclusive quando tratar-se de menor de idade.

Art. 12º - O descumprimento do disposto no Art. 11º e respectivos parágrafos implicará na desclassificação sumária da obra e a sua imediata substituição pela primeira suplente.

SELEÇÃO - PREMIAÇÃO – APRESENTAÇÃO

Art. 13º - Serão selecionados por um CORPO DE JURADOS, composto por 03 (três) integrantes, sendo um Poeta, um Melodista e um Intérprete para avaliação das músicas concorrentes, onde serão selecionadas 14 (quatorze) composições, as quais somente 12 integrarão o DVD do 33º REPONTE.
Parágrafo Único - Cada compositor poderá classificar no Festival somente 01(uma) composição de sua autoria ou em parceria com terceiros.

Art. 14º - Outras quatro (04) composições serão selecionadas em triagem local – 25º PÉROLA EM CANTO, a ser realizado nos dias 13 e 14 de abril de 2018, totalizando 16 (dezesseis) composições, que integrarão o DVD do 33º REPONTE, e concorrerão no dia 15 de abril de 2018 em igualdade de condições.

Art. 15º - A relação das composições classificadas, ordem e data de apresentação no 33º REPONTE, será divulgada no site já mencionado, de forma individual por correspondência eletrônica e pelos meios de comunicação, logo após a conclusão da triagem.

Art. 16º - Cada instrumentista poderá defender até 02 (duas) composições concorrentes no Festival.
Parágrafo Único - Cada intérprete poderá defender somente uma música concorrente, exceto oriundas do 25º PÉROLA EM CANTO.

Art. 17º - As composições selecionadas serão apresentadas nas noites de 13 e 14 de abril de 2018, alternando obras do 33° REPONTE e do 25º PÉROLA EM CANTO, totalizando dessa forma 12 (doze) composições por noite.
Parágrafo 1º - Na última noite do festival –15 de abril as 12 músicas classificadas do REPONTE serão reapresentadas, incluindo as 4 (quatro) classificadas para o 33° REPONTE, oriundas do 25° PÉROLA EM CANTO.
Parágrafo 2º - A composição Mais Popular será escolhida após a apresentação das 16 (dezesseis) finalistas, na noite do domingo, dia 15 de abril, através do voto do público.

Art. 18º - Todos os concorrentes deverão subir ao palco trajando OBRIGATORIAMENTE a indumentária típica do Rio Grande do Sul, sendo vedadas vestimentas e/ou adereços contendo caracteres publicitários e/ou comerciais.

Art. 19º - Após os espetáculos de abertura, se houver, os concorrentes deverão estar preparados para subir ao palco, na ordem de apresentação, sob pena de desclassificação e perda da premiação. O Festival está previsto para iniciar às 20 horas e 30 minutos na sexta e no sábado e às 18 horas no domingo.

Art. 20º - As músicas selecionadas receberão a título de premiação, direitos autorais e artísticos a importância de R$ 3.000,00 (três mil reais).
Parágrafo 1º - O pagamento da importância prevista neste artigo será efetuado em duas parcelas, sendo a primeira, de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) antes do inicio do festival, condicionado a devolução do Termo de Compromisso devidamente assinado. O pagamento do complemento de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) será pago até 10 (dez) dias após o encerramento do festival. Os créditos serão efetuados através de transferência bancária à conta identificada na ficha da inscrição.
Parágrafo 2º - O pagamento do complemento referido no parágrafo anterior será condicionado ao comparecimento dos músicos e intérpretes no horário estipulado, sem exceção, para passagem de som e o atendimento das demais exigências deste regulamento.
Parágrafo 3º - O pagamento da premiação às 04 (quatro) obras oriundas do 25º PÉROLA EM CANTO, no valor de R$ 3.000,00 (Três mil reais) será efetuado em duas parcelas, sendo a primeira, de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) antes do inicio do festival, condicionado a devolução do Termo de Compromisso devidamente assinado. O pagamento do complemento de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) será pago até 10 (dez) dias após o encerramento do festival. Os créditos serão efetuados através de transferência bancária à conta identificada na ficha da inscrição.
Parágrafo 4º - O controle da pontualidade do comparecimento para passagem de som será efetuado pelo diretor de palco.
Parágrafo 5º - Dos valores acima referidos serão descontados as deduções legais, se houver.

Art. 21º - Os valores mencionados no artigo anterior serão pagos, desde que respeitadas e cumpridas às exigências estipuladas pela Comissão Organizadora e pelo presente Regulamento.
Parágrafo 1° - O pagamento será feito à pessoa indicada na ficha de inscrição, sendo necessário que, esta preencha todos os dados solicitados na ficha de inscrição e assine o Termo de Compromisso, cuja minuta será remetida logo após a divulgação das obras classificadas.

Art. 22º - O Festival não fornecerá alimentação, transporte ou hospedagem aos autores, intérpretes e músicos credenciados.

CREDENCIAMENTO – PREMIAÇÃO - DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 23º - A Comissão Organizadora do 33º REPONTE concederá credenciais
para os profissionais da imprensa como:
• Jornais - 02 (dois) profissionais devidamente documentados
• Rádio - 04 (quatro) profissionais devidamente documentados
• Televisão - 06 (seis) profissionais devidamente documentados
Parágrafo Único - Serão concedidas também, credenciais aos músicos, intérpretes, compositores de letra e música, participantes do Festival.

Art. 24º - Os troféus instituídos pelo 33º REPONTE são os seguintes:
1º LUGAR - TROFÉU SEIVAL
2º LUGAR - TROFÉU FARROUPILHA
3º LUGAR – TROFÉU GARIBALDI
COMPOSIÇÃO MAIS POPULAR: TROFÉU CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
MELHOR INSTRUMENTISTA DO FESTIVAL - TROFÉU JOÃOZINHO INDIO
MELHOR INTÉRPRETE DO FESTIVAL - TROFÉU LUIS DA VIOLA
MELHOR POESIA- TROFÉU SERGIOMAR CRESPO SCHILD
MELHOR ARRANJO INSTRUMENTAL - TROFÉU ELVIRA RUSSO;
MELHOR MELODIA - TROFÉU ZILÁ MARIA PRATES ELY
MELHOR TEMA LITORÂNEO – TROFÉU LAGUNA DOS PATOS

Art. 25º - Uma vez inscrito no 33º REPONTE, o concorrente automaticamente autoriza a COMISSÃO ORGANIZADORA a divulgar, gravar e/ou reproduzir em caráter irrestrito a sua composição, por meio de CDs, DVDs e outras formas de divulgação, ressalvados apenas os direitos autorais pertinentes e previstos em legislação específica.

Art. 26º - A COMISSÃO JULGADORA e a COMISSÃO ORGANIZADORA serão inteiramente responsáveis e soberanas em suas decisões, sendo estas irrecorríveis.

Art. 27º - Quaisquer omissões e/ou dúvidas neste REGULAMENTO, serão examinadas e resolvidas, soberanamente, pela COMISSÃO ORGANIZADORA.

CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

Art. 28°- As notas dos jurados serão emitidas de 7 a 10, sendo que serão atribuídos pesos diferenciados conforme critério abaixo.
_ Letra – 40%
_ Melodia – 30%
_ Intérprete – 10%
_ Palco – 10%
_ Arranjo – 10%
Parágrafo 1º - Dos critérios acima mencionados, os dois primeiros (letra e música) serão registrados por ocasião da primeira apresentação e os demais, a cada apresentação.
Parágrafo 2º - Caso haja empate na média final obtida pelas obras classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares, as médias obtidas, individualmente, nos itens constantes deste artigo e pela ordem, serão utilizadas para o desempate.
Parágrafo 3º - Persistindo o empate, a Comissão Julgadora decidirá através de votação simples.
Parágrafo 4° - A Comissão Julgadora será soberana em suas avaliações, sendo estas irrecorríveis.

JURADOS

José Carlos Batista de Deus
José Fernando Saalfeld
Fabiano Bacchieri



Comissão Organizadora:
Prefeitura Municipal de São Lourenço do Sul
Secretaria de Educação, Cultura e Desporto
Coordenadoria Municipal de Cultura
Rua Cel. Alfredo Born, 202.
São Lourenço do Sul – RS. CEP 96170-000
Telefone (53) 32519500 – 32519581 – 32519538
E-mail: cultura@saolourencodosul.rs.gov.br
casa.culturasls@gmail.com
educacaosls2017@gmail.com

Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio


MELHORES DE 2017 - BLOG REPÓRTER FARROUPILHA


"Lua Linda, Lua Clara" no palco do 5º Canto Campeiro de Viamão.
Neste dia 06 de fevereiro, o blog Repórter Farroupilha, do jornalista Giovani Grizotti, anunciou a nominata dos artistas considerados os Melhores de 2017, em votação realizada pelo G1RS.  Foram mais de 120 mil votos distribuídos entre 60 indicados por comunicadores em 12 categorias diferentes.
Todos os artistas vencedores irão participar de um show/baile beneficente no dia 21 de março, no CTG Amigos da Tradição, em Santa Maria do Erval (Vale do Sinos) , organizado pela Associação dos Voluntários do Hospital São José, de Dois Irmãos.  A renda será utilizada para custear parte da obra da nova pediatria do hospital, iniciada esta semana
Os vencedores são os seguintes:  
Melhor Música:  Flor Baguala
Autores: Jairo Veloso/Mario Amaral/Nilton Ferreira/Diego Machado
Interpretação: Os Mateadores
Melhor Música de Festival:  Lua Linda, Lua Clara
Autor: Márcio Nunes Corrêa
Interpretação: Joca Martins
Festival: 5º Canto Campeiro de Viamão
Melhor Cantor:  Jean Kirchoff
Melhor Cantora:  Analise Severo
Melhor Grupo de Baile:  João Luiz Corrêa & Grupo Campeirismo
Melhor Gaiteiro/Instrumentista:  Ricardo Comasseto
Melhor Compositor:  André Teixeira
Melhor Clipe:  Céu, Sol, Sul,...
Artista: Thomas Machado & Gaúcho da Fronteira
Direção: Eron Dalmolin
Melhor CD:  Meu Tempo, Meu Canto
Artista:  Quarteto Coração de Potro
Melhor DVD:  Desgarrados
Artistas: Chico Saratt e Mário Barbara
Melhor Projeto/Show: Ópera Gaúcha
Direção: Marquinhos Kroeff
Revelação:  Giovanna Vedovi

domingo, 4 de fevereiro de 2018

MÚSICA DO ANO


No início de 2018, a promoção Destaques dos Festivais, projeto idealizado e executado há 16 anos pelo comunicador e produtor e eventos Jairo Reis, revelou, aqui no blogue Ronda dos Festivais, e também no programa Do Litoral à Fronteira, os nomes daqueles artistas que obtiveram maior número de premiações nos festivais promovidos em 2017.
A novidade desta edição do prêmio, foi a escolha da Música do Ano, definida a partir da audição de cada uma das canções vencedoras dos eventos realizados ao longo do ano passado. Para esta tarefa complicada, merecedora de atenta dedicação, instituímos uma comissão avaliadora, formada por Giovani Grizotti, Ibaldo Pedra, Jaime Ribeiro, Léo Ribeiro e Odilon Ramos, cinco conceituados profissionais, todos muito respeitados e com notória credibilidade no ambiente radiofônico, nativista e regional gaúcho. A esses parceiros o nosso sincero e efusivo agradecimento.  
No período entre os dias 15 e 31 de janeiro, cada um dos integrantes da referida comissão, analisou a letra e a melodia de todas as músicas vencedoras, apontando, no final, as cinco obras de sua preferência.
Comparadas as escolhas individuais e consideradas as pouquíssimas divergências, chegamos ao veredicto que nos permite proclamar como a Música do Ano nos Festivais de 2017 a milonga O Silêncio e a Campereada, de autoria de Sérgio Carvalho Pereira, André Teixeira e Ricardo Comasseto, vencedora da 25ª Sapecada da Canção Nativa, da cidade de Lages/SC.
Os autores da Música do Ano, a exemplo dos demais Destaques dos Festivais 2017, receberão troféus representativos, em data e ocasião a serem definidas em breve.   
Para conhecimento, publicamos a seguir o parecer da comissão avaliadora que aponta as cinco melhores músicas dos Festivais de 2017:

Primeiro Lugar: O SILÊNCIO E A CAMPEREADA      
Letra: Sergio Carvalho Pereira
Melodia: André Teixeira/Ricardo Comasseto
Interpretação: Luiz Marenco    
Festival: 25ª Sapecada da Canção Nativa - Lages/SC

Segundo Lugar:  MEU VERSO ACORDOU ESCRITO
Letra: Gujo Teixeira
Melodia: Juliano Gomes
Interpretação: Ita Cunha
Festival: 32º Ponche Verde da Canção Gaúcha- Dom Pedrito/RS

Terceiro Lugar: DE MANO
Letra: Rodrigo Bauer
Melodia:  Nirion Machado
Interpretação: Adair de Freitas e Nilton Ferreira
Festival:  2º Canto Galponeiro - Passo Fundo/RS

Quarto Lugar:  LEGADO DE AVÔ
Letra: Dorival Godoy       
Melodia: Cássio Figueiró
Interpretação: Cristiano Fantinel
Festival:  6º Canto de Luz – Ijuí/RS

Quinto Lugar: MEU MATE DE DOZE BRAÇAS
Letra: Kuka Pereira
Melodia: Tuny Brum
Interpretação: Tuny Brum
Festival: 27ª Tafona da Canção Nativa – Osório/RS

A Música do Ano foi revelada em primeira mão, no programa Do Litoral à Fronteira  deste domingo, 04 de fevereiro, apresentado por Jairo Reis, na Rádio Bandeirantes AM640 e FM94,9. 

Em caso de utilização e reprodução destas informações, por favor, faça o devido crédito ao autor do presente levantamento, o jornalista e comunicador JAIRO REIS.